7 Dicas para descomplicar a “Birra”.

Samantha Valdívia. @meumundoinfantil

Todo mundo sabe que ataque de birra é mais comum que chuva em março. Mas o que fazer para diminuir este tipo de comportamento?

Após ver situações no meu dia-a-dia que não concordo, pais desesperados, com reações que remetem à impaciência e incompreensão, resolvi estudar mais sobre esse assunto e a internet meu ajudou. Encontrei muita coisa bacana e resolvi juntar aqui nesse post, mas primeiramente, gostaria que você refletisse sobre essa pergunta: O que é birra?

 

Os chamados “ataques de birra” são explosões emocionais por parte da criança, diante de alguma frustração, por algo que, pode não ser importante para um adulto, mas é para a criança e para o mundo infantil que vive. Como elas não têm maturidade para escolher a forma mais adequada de manifestar sua vontade, o pequeno parte para a birra ou “chilique”. Mais uma pergunta: Como lidar sem violência? Essas 7 dicas abaixo vão te ajudar:

 

  1. Seja presente e oriente;

Em situações de birra, ficamos pensando que a criança não deveria agir daquela forma e acabamos ficando fora da situação. Esteja presente de corpo e mente, para conseguir orientar a criança.

  1. Não dê sermão, acolha;

Querer ensinar algo na hora da birra, pode ser comparado a nadar na hora que está se afogando – quando alguém está se afogando, devemos salvar, acalmar e acolher, posteriormente, ensinar a nadar será algo proveitoso, evitando riscos de novos afogamentos -, assim também deve ser com as crianças. Tentar ensinar algo na hora da raiva e da birra, é inútil. Deixe os ensinamentos para depois e volte no assunto de forma tranquila, explicando para ela, como lidar com suas frustrações.

  1. Coloque-se na altura da criança;

Lá de cima, você se mostra superior e distante, já se colocando na mesma altura dela, você se conecta, olhando em seus olhos, sentindo seus sentimento. Em vez de controlar, busque se conectar. Assim temos mais chances de ser ouvidos e respeitados por elas.

  1. Nomeie o sentimento;

Ajuda-a a perceber o que ela está sentindo naquele momento, mostrando que isso realmente existe.

  1. Acolha o sentimento e entenda suas razões;

Mostre-a o quanto é normal se sentir assim diante de uma frustração ou quando algo não sai da forma como queremos. Quando estamos nervosos, e alguém diz que temos razão, começamos a nos acalmar, não é mesmo? Isso acontece também com as crianças.

  1. Divida sua vulnerabilidade;

Mostre que você também passa por isso, mostre o lado humano, explique que todos passamos por situações assim,  que isso vai acontecer muitas vezes em sua vida e na de todas as pessoas. Crie vínculos com a sua criança.

  1. Utilize a imaginação.
  2. Este recurso vai ajudá-la a conseguir tudo que ela imagina, em seu mundo. Dê exemplos de acontecimentos parecidos em filmes, desenhos ou outro assunto, que ela possa reconhecer facilmente.

 

Espero ter ajudado, deixe seu comentário ou depoimento.

 




Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *