Da licença maternidade ao empreendedorismo – como surgiu a Nutrimãe? :)

Susana Zaman

Quem me conhece sabe que sou uma pessoa inquieta, sempre com mil ideias e, graças a Deus, com muita energia e paixão para colocar tudo o que acredito em ação! Não sou daquelas pessoas que postergam as coisas. As vezes vejo isso como uma qualidade, às vezes com um defeito, pois se não tiro uma tarefa da minha “to do list” acabo me corroendo por dentro.

Antes da maternidade, grande parte da minha energia estava direcionada para construir uma sólida carreira em gestão de pessoas. Como uma boa engenheira (sim, sou engenheira de produção “achada” no mundo de gestão de pessoas <3!) gosto de ter as coisas planejadas, e com a maternidade não foi muito diferente. Casei cedo, aos 21 anos, e sempre planejei que até os 30 seria mãe. Porém, toda vez que pensava em ser mãe vinha o dilema “carreira versus filhos”. Ficava pensando “como seria”? Se teria que abrir mão da minha carreira? como eu me sentiria com uma rotina lotada de tarefas repetitivas?

Ouvi diversas histórias de mães que trabalhavam em empresas que não viam a  hora da licença maternidade terminar para retomarem suas vidas e sua carreira profissional. Por outro lado, fui criada sob os valores da Fé Bahá’i e sabia da importância da mãe como primeira educadora dos filhos. Acho que por tudo isso, o dilema carreira x maternidade pareciam muito maior para mim. Mas no fundo, sempre soube que não teria a resposta para meu questionamento se eu não vivesse a experiência, e foi aí que decidi relaxar, e embarcar no mundo da maternidade.

E foi bem como planejei, 1 mês antes de completar 30 anos soube que estava grávida! A gravidez transcorreu perfeitamente, mantive-me ativa e consegui conciliar, além do trabalho e o preparativos para a chegada do bebê, uma rotina de exercícios físicos que passei a vida toda adiando. Laura nasceu no início de outubro de 2014, e posso dizer que ela chegou para mudar de vez a minha vida.

Os meses da licença maternidade foram passando, e eu cada dia mais apaixonada por aquilo tudo. Estava fascinada por poder acompanhar as grandes descobertas da minha pequena exploradora. Naquele momento, tive a certeza de que não queria perder nada daquilo. Não conseguia me imaginar longas horas longe dela. Foi assim, que comecei a vislumbrar um negócio com mais flexibilidade de horários e autonomia. Logo veio a cabeça um clube de assinaturas que oferecesse conteúdo e informação sobre um assunto que me fascinou durante a gravidez: a nutrição do bebê.

Com a nutricionista que me acompanhou durante a gestação, percebi a importância da alimentação e as diferenças de necessidades nutricionais a cada trimestre. Indo atrás de lanches saudáveis, vi como não era uma tarefa fácil encontrar sozinha opções realmente saudáveis. Nas minhas buscas me deparei com muito produto que tinha “cara de saudável” mas era lotado de conservantes e realçadores de sabor! E foi assim que surgiu a ideia de criar um clube voltado a descomplicar os cuidados com a alimentação saudável e que contribuísse com dicas preciosas ensinando e motivando a adoção de novos hábitos.

Com o conceito em mente, foi hora de sentar em frente a “prancheta” e detalhar como seria o negócio. Laura tinha 5 meses na época, e como todo o bebê nessa idade ainda dormia longas sonecas pela manhã e tarde. Como eu já estava mais tranquila com a nova rotina, toda vez que ela tirava uma soneca, me dedicava a planejar a Nutrimãe. Foram cerca de 4 meses detalhando como seria o clube, criando marca, conceito; enfim, dando forma ao projeto. E assim, em setembro de 2015, nasceu a Nutrimãe – o primeiro clube de assinaturas voltado a alimentação saudável de gestantes, lactantes e que ampliou para atender a toda família, sendo aquela  “santa ajuda” para as saídas com as criança sem hora exata para voltar.

Hoje a Nutrimãe entrega em casa, uma vez ao mês, uma caixa que tem de sete a dez produtos selecionados pela nutricionista Ana Carolina Terrazzan, especialista na área materno-infantil. São oferecidos cinco kits: para primeiro, segundo e terceiro trimestres de gravidez, lactação e família. Os produtos mudam a cada mês. Na seleção, estão cereais, biscoitos, barrinhas, snacks, massas, farinhas, grãos, frutas secas e desidratadas, com nutrientes fundamentais para esta fase da vida.

Eu acredito muito que a informação é o ponto de partida para resignificar novos hábitos, por isso, enviamos cards colecionáveis com informações sobre alimentos, dieta e desenvolvimento do bebê. Tudo é preparado com muito carinho e cuidado. Se você também quer nossa ajuda para descomplicar a tarefa de manter uma rotina saudável, é só entrar no site www.nutrimae.com.br e fazer sua assinatura! Temos planos que variam de acordo com o número de meses e também a opção de comprar apenas um box para presentear ou testar por um mês. A assinatura mensal custa R$ 74,90 e o box único sai por R$ 79,90.

Ah, e não podia deixar de contar para vocês que recentemente a família aumentou com a chegada do Nabil, que hoje tem 8 meses. E com ele, a inspiração de me reinventar e me desafiar reacenderam. Decidi esse ano que era hora de juntar os dois mundos que tanto me identifico – a maternidade e a gestão de pessoas. Criei a Nutrimãe Incompany com objetivo de apoiar as empresas que desejam fortalecer uma cultura organizacional que valoriza as mulheres, com serviços de palestras, programas, consultoria, coach para mães e conteúdo.

A maternidade pode ser uma fonte de inspiração, inclusive para os negócios. Vamos nos inspirar?

 

Susana Zaman – 33 anos, mãe da Laura e Nabil e idealizadora da Nutrimãe




Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *