Você não precisa ser bonita como ela. Você pode ser bonita como você.

A natureza e a vida são prova disso!

Quanta beleza nas diferentes espécies, na diversidade dos seres humanos… Cada um com sua beleza…

Cada um com seu toque, sua beleza, luz, brilho…
Mamãe, mulher, menina, você é única, não existe outra como você.

Ame-Se, do seu jeito, com a sua beleza.

O seu corpo é a sua casa. O corpo ideal, acredite, é o seu!

Seja a melhor versão de si mesma, com alegria no corpo e na alma.
Eu sei que muitas mulheres quando voltam para casa após o nascimento do bebê, se perguntam:

– Cadê aquela barriga sequinha que eu vi a fulana de tal na saída da maternidade?

– Passou trinta dias, um ano, cinco anos, e aquela mesma pergunta no ar e angustia no coração, “de que cadê o meu corpo de antes”?

Parecem que muitas influenciadoras não falam a verdade sobre o pós-parto, sobre a dificuldade da maternidade, as mudanças do corpo…

A verdade é que a vida de cada um é única, o corpo também, as experiências são únicas, e que cada um revela aquilo que é a prioridade para si.

Nenhuma mãe é igual, não tem manual, mas temos experiências e resultados, porém que não servem de regra e sim de uma breve realidade pessoal.

Assim como as flores e a natureza, nós também temos época de florescer e época de preparo da terra, do caminho, período importante de cuidados, retirada da erva daninha, dedicação, por vezes replantar…

Tudo é importante, tudo é aprendizado…
E nada nessa vida que estamos passando é em vão, ouça o seu interior, entende e reflita sobre a sua situação atual. Perceba o instinto, você está mergulhada nas sensações e emoções atuais e do passado que regem você, por isso entenda o que a vida tem para te falar hoje, o que a vida deseja que você ouça e aprenda com o hoje e agora.

Não compare, ampare-se!

Não critique, elogie-se!

Sou linda, sou perfeita, eu me amo!

Faça esse exercício diário, porque por vezes a mente, mente! A mente está programada para fazer você se comparar com as imagens vistas nas tevês e revistas, sobre o sucesso dos outros.

Liberte-se da comparação, da competição, e sejam felizes com as novas oportunidades, mudanças, com seu hoje e agora.

Esse texto eu dedico a todas as mães que se sentem desamparadas diante das mudanças, aceitação, amor próprio, que essa nova fase requer.

Beijo enorme, até a próxima.

Ju

Você encontra mais postagens da Juliana no blog: http://www.maesemfronteiras.com.br/




Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *